Domínio Público


via lagos
 
 
a estrada margeada
por casebres provisórios
como todo o resto
 
o papel que recebe passivo
o poeta delirando diante  
da obra em destruição.
 
 
Flávio Machado


Escrito por Flávio Machado às 16:44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Inverno


estou seco
mais do que o rio
e por mais que escave o leito
nenhum fio úmido aflora

restam seixos e detritos
da prolongada estiagem

tudo é tão áspero
e árido
que um simples riscar de fósforo
incendiaria toda a paisagem

Flávio Machado

 



Escrito por Flávio Machado às 14:37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




happy end é invenção de hollywood
 
 
abaixo da linha do equador
a neve é falsa
as árvores são derrubadas por kilometros
as crianças andam de armas na mão
 
o bom  velhinho morreu sem atendimento na fila do hospital
e de teimoso sobrevivemos
contra tudo e contra todos
fora dos planos de expansão do bolsa família
a manhã é ácida e amarga
a enxurrada de lama partindo da capital federal
carregou pelo bueiro a esperança.
 
 
Flávio Machado



Escrito por Flávio Machado às 14:28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Meu perfil
BRASIL, Sudeste, CABO FRIO, OGIVA, Homem, de 46 a 55 anos, Portuguese
Histórico
Outros sites
  UOL
  Tábua de marés
  Blocos
  Marcia Maia
  Tanussi Cardoso
  Lau Siqueira
  Manoel Carlos Pinheiro
  Valéria Tarelho
  Álvaro Domingues
  Câmara Brasileira de Jovens Escritores
  Camara brasileira/flaviomachado
  Correio das Artes
  Linaldo Guedes
  Flávio Machado
  Mariza Lourenço
  Márcia do Valle
  Sheila Pavanelli
  Belvedere Bruno
  Graziele
  Beatriz Galvão
  Ana Peluso
  Felipe Cerquize



O que é isto?